8 Jeitos de Mudar o Mundo

quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

Práticas de Não Violência: Associação Voz Ativa [ODM 8]


Em busca de práticas que promovam a não violência, em prol do Dia da Não Violência que acontece no dia 30 desse mês, conhecemos o trabalho de um pessoal muito empenhado e disposto a promover a mudança na vida das pessoas, afetando também a sociedade em geral.

Nesta terça-feira conversamos com o Tiziu e o Cleber, responsáveis pela Associação Voz Ativa, também conhecida como Casa do Hip Hop que foi criada em 2004 e hoje conta com a Secretária de Assistência Social com o projeto Geração Hip Hop. A ONG atua nas periferias de Guarapuava e trabalha com aproximadamente 1.600 crianças, realizando um trabalho de prevenção também com jovens e adolescentes.

A iniciativa ganhou visibilidade nacional quando foi noticiada em uma revista como uma das únicas ONGs do Paraná que trabalha com o enfrentamento direto à violência, ao uso de droga e defesa do jovem da periferia, sendo contemplados com uma base da CUFA (Central Única das Favelas).

Hoje eles contam com aproximadamente dez profissionais atuando em diversas áreas, entre elas a música, a dança e o teatro nas periferias da cidade. Para Tiziu a violência precisa ser dialogada e discutida com pessoas que realmente convivem com ela, buscando soluções aos problemas a partir de uma conversa franca, sem desrespeito e sentimento de superioridade e arrogância, fato que também possibilita a entrada na vida dessas pessoas, muitas vezes marginalizadas pela sociedade. “Nós estamos trabalhando dentro das periferias discutindo violência com quem realmente está envolvido. Uma coisa é você conversar com universitários sobre o tema, outra é pegar o cara que já foi preso e fazer ele pensar sobre a sua vida”.

Tiziu e Cleber acreditam que o uso da droga é um problema social enquanto a sociedade diz ser um problema policial. “Eu não vejo que está direcionado a questão da violência com a droga, a droga quem quer usar usa, o que está relacionado é a falta de projetos sociais, de estudo, educação. O problema da favela é um problema social, enquanto o poder público não prestar atenção nisso e investir pesado em esporte, cultura, lazer e oportunidade para o jovem, sempre o tráfico vai vencer”, destacou. 

É através do Rap que eles conseguem levantar questões fundamentais, que em uma conversa com uma psicóloga, por exemplo, seria mais difícil de conseguir. É na música que as crianças e adolescentes expõem seu cotidiano, a realidade enfrentada por cada um todos os dias, a música se transforma em agente transformador mostrando que há um caminho alternativo à realidade dessas crianças.  

A ONG busca trabalhar com a personalidade das crianças, para que essas queiram crescer não apenas financeiramente, mas como cidadão. Resgatando sonhos e priorizando a educação, pois como Tiziu falou em nossa conversa “Uma pessoa que estuda é uma pessoa que é difícil de manipular”.

Práticas como essa promovem a paz e o respeito, podemos afirmar, que a Associação Voz Ativa está mudando o mundo através da arte.

Na página do facebook deles você pode saber mais sobre o trabalho da associação.

[Texto:Bruna Thimoteo Freitas, Núcleo Nós Podemos Guarapuava]


sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

Núcleo ODM/CPCE Cascavel realiza repasse de donativos para o Recanto da Criança

Na manhã de ontem, (22), A Federação das Indústrias do Estado do Paraná – FIEP em parceria com a empresa Wolters Kluwer realizou a  Palestra “Impactos do E- Social nas Empresas:  Pontos de Atenção e Caminho das Pedras”,  que foi ministrada pelo Sr. Danilo Lollio, na ocasião foram arrecadados alimentos que posteriormente serão repassados ao Recanto da Criança de Cascavel, fazendo menção ao ODM 1, ajudando a combater a fome.
O Recanto da Criança atende crianças acolhidas de famílias em situação de risco ou que aguardam para adoção. Em caso de campanhas como a da Fiep, o Núcleo ODM/CPCE auxilia repassando esses donativos para as instituições que necessitam.

Promovendo a Paz com o protagonismo jovem

No dia 30 deste mês é comemorado o Dia Internacional pela Não Violência, abordando a promoção da paz ao longo desta semana o Nós Podemos Londrina, acompanhou os adolescentes londrinenses a realizarem um intercambio de experiências com adolescentes do Rio de Janeiro e São José dos Campos que vieram em busca de emoções e diversidade cultural.
Os participantes das atividades educacionais promovidas pelo CISV chegaram a Londrina, com a missão de dar continuidade ao projeto social que eles começaram a elaborar em São José dos Campos. O CISV é uma comunidade global de voluntários dedicados à criação de oportunidades para crianças, jovens, adolescentes e adultos.
No decorrer da semana, o projeto do grupo de propor uma atividade que possa ser reaplicada por outros adolescentes, promovendo o jovem como agente de mudança foi se aperfeiçoando e ganhando forma.

O grupo visitou o programa do SESI, Vira Vida que também têm por objetivo estimular o protagonismo jovem. Fechando a semana, ainda visitaram o Instituto Eurobase, realizando atividades com as crianças e adolescentes do projeto União para Vitória na comunidade União da Vitória. 



quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

Micro-ônibus acessíveis são entregues à Educação de Cascavel

O prefeito em exercício, Maurício Theodoro, e o secretário de Educação, Valdecir Nath, receberam no último dia 19,  dois micro-ônibus escolares acessíveis, fruto da Política Nacional de Educação Especial. Os veículos foram entregues pelo fabricante vencedor da licitação, a Iveco, em ato realizado em frente à Secretaria de Educação. A aquisição ocorreu por meio do Projeto Ônibus Urbano Escolar Acessível e constituiu-se em uma das ações do Plano de Desenvolvimento da Educação. O investimento total é de R$ 300 mil. “É um ganho significativo na melhoria da frota da Semed, uma vez que os veículos que tínhamos estavam defasados. Agora ficaremos no aguardo de outros três ônibus, sem adaptações, para também modernizar a frota e que devem chegar nos próximos dias”, explicou o secretário de Educação, Valdecir Nath.
O projeto é do Ministério da Educação e do Programa Caminho da Escola, por meio da articulação da Secadi (Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão) e do FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação).
Os carros serão utilizados no dia a dia escolar. Ficam na Semed, à disposição das escolas, para o transporte de alunos com necessidades especiais em atividades extracurriculares, dificultadas em ônibus comuns.
 Essa iniciativa condiz com o ODM 7, que ressalta a importância do respeito ao meio Ambiente  e qualidade de vida a todos.

Projeto "Férias com Leitura" está presente em Sucursal da Biblioteca Municipal em Cascavel



A sucursal da Biblioteca localizada no Bairro Cascavel Velho recebeu, no dia 20 de janeiro, o projeto Férias com Leitura. Atividades como contação de histórias, oficina de origami, teatro, musical, sessão de cinema, serão realizadas no local até o dia 22 de janeiro, das 14 às 17 horas. Na sequência, dos dias 27 a 29 de janeiro o “Férias com Leitura” será realizado na Biblioteca Pública Municipal Sandálio dos Santos. As atividades são gratuitas e abertas à comunidade.
O projeto está em sua 9ª edição e conquista cada vez mais adeptos. A partir da premissa de que a leitura tem papel fundamental no desenvolvimento intelectual das crianças, os pais também se envolvem e aproveitam o período de férias para a aproximação dos pequenos à leitura.
Além das atividades de leitura e teatro, as crianças também participam da confecção da “cabana da leitura”, podendo usar o espaço para compartilhar as suas histórias. “O Férias com Leitura é um conjunto de atividades que proporciona momentos de diversão, aventura e ludicidade, tudo isso associado à arte da literatura”, frisa o secretário de Cultura, Valdecir Nath.
Para a coordenadora da Biblioteca, Terezinha Braga, o processo de conhecimento propiciado por meio da leitura permite às crianças e aos adolescentes que exteriorizarem o mundo interno deles, a personalidade e o modo deles de sentir e ver as coisas.
Esse projeto faz com que o ODM 2 seja de suma importância, criando hábitos de leitura entre crianças e jovens durante as férias escolares.

Fonte:http://www.cascavel.pr.gov.br/noticia.php?id=25481